José Carlos Rodrigues é o Novo delegado Regional do CRC Jundiaí

Diretoria da CONT reúne-se com Delegado da Receita Federal de Jundiaí

No dia 10 de maio, na sede do CRC São Paulo, José Carlos Rodrigues tomou posse como novo delegado regional da cidade de Jundiaí. Na ocasião, o delegado regional de 2007 a 2019, Valdir Donizete Segato recebeu uma homenagem pelos doze anos dedicados à entidade, proferida pelo Conselho Diretor do CRC-SP. Valdir Segato recebeu também um diploma de mérito e gratidão, entregue pela presidente Marcia e pelos vice-presidentes Donizete, Maion e Cibele, como agradecimento por suas contribuições para o desenvolvimento da profissão contábil.

A CONT entrevistou José Carlos Rodrigues e Vadir Segato, Delegado atual e ex-Delegado, respectivamente, frente às suas contribuições e aspiração sobre a função no CRC Regional Jundiaí. Acompanhe:

Entrevista CONT à José Carlos Rodrigues

CONT: Quando surgiu a vontade em se candidatar ao cargo de Delegado Regional do CRC em Jundiaí?
José Carlos: Na verdade há 16 anos atrás já havia ocupado este cargo, bem como o de presidente da CONT, e nos últimos doze anos me dediquei como diretor da AESCON e SESCON/SP. Queria mesmo era me “aposentar” dessas entidades para dar espaço aos demais colegas. Porém, o destino me trouxe de volta. Após retornar das férias em janeiro com a família, por alguns motivos e para minha surpresa, os líderes da classe Contábil em Jundiaí convidaram-me, ou melhor, intimaram-me a me candidatar.

Aceitei esse desafio em prol da nossa classe contábil da região em sucessão ao brilhante amigo Valdir Segato, que se dedicou por doze anos, voluntariamente a esta nobre missão. Sempre gostei de participar e doar um pouco do meu tempo e conhecimento em favor da nossa profissão.

Importante destacar que essas funções não são remuneradas e todos prestam serviços voluntários como um forma de devolver tudo o que o profissão nos dá. Compartilhar experiências e conhecimentos com os que adentram para a classe é uma missão de todos os veteranos. Mais do que nunca o lema é compartilhar, assim, todos ganhamos.

CONT: A CONT o apoiou nessa iniciativa. Como a associação contribuiu com isso?
José Carlos: Sim e muito, o nosso presidente Danilo, assumiu a liderança, juntamente com sua diretoria e os ex presidentes. Todos deram total apoio e até pelo que sei a votação foi muito expressiva. Fato que aumenta a minha responsabilidade.

E o mais importante, as entidades locais CONT, SESCON/SP e CRC/SP são entidades irmãs onde iremos trabalhar em apoio mútuo, sempre visando o melhor para a região.

CONT: Quais são os objetivos dessa nova gestão? Quais os próximos projetos?
José Carlos: É importante esclarecer que o CRC, como entidade fiscalizadora dos Contadores, tem a função de registrar os profissionais de toda a categoria de contadores, que envolve os contabilistas em geral, auditores, peritos, e também empresas que prestam estes serviços. Além do registro, a fiscalização em prol da sociedade a exemplo dos demais conselhos de classe das diversas profissões.

A função do Delegado Regional é a de representar a presidência do CRC/SP. A nossa atual presidente, Marcia Ruiz Alcazar, me deu a posse no último dia 10 de Maio com a missão de representá-la na região. E uma função delegada, voluntária, aqui não há gestão financeira, ou de pessoas. Nossa missão além de representá-la e ser um elo com a sede do CRC em São Paulo.

Somos motivados pelo saber, aprender, inovar, renovar. Seguindo as metas da nossa presidente, iremos trazer para a região, que é abrangida por outras sete delegacias locais, cursos, palestras e demais eventos sempre a favor do profissional.

Diariamente nós, profissionais contadores, somos bombardeados com uma série de mudanças legislativas e o maior desafio é tentar compreendê-las para pôr em prática em favor da sociedade e das empresas.

O setor empresarial e público dependem de uma boa gestão. A Contabilidade como ciência que é, tem uma metodologia científica que colabora para com essa boa gestão, transparência, análises, etc.

E por último destaco que, na minha humilde visão, a prosperidade de uma classe depende de seus líderes sim, mas muito dos liderados em participar, apoiar com a sua presença nos eventos, como cursos e palestras. Só assim com a presença maciça teremos vez e voz.

Está muito claro que o crescimento depende da união de todos, com respeito a ética, ao colega, as leis e a boa ordem. Sem estas não haverá prosperidade para a comunidade como um todo. Ordem é Progresso.

Entrevista CONT à Valdir Segato

CONT: Como foi ficar à frente dessa importante instituição. Fale sobre os desafios e como isso colaborou para seu crescimento pessoal e profissional.
Valdir Segato: Certamente representar o CRC é um privilégio de poucos, afinal são mais de 145 mil contabilistas no estado e mais de 6,5 mil na região de Jundiaí, e ter sido escolhido para servir o conselho com a autoridade e a missão de ser uma extensão do conselho em nossa região durante estes 12 anos foi como ser selecionado para jogar a copa do mundo como jogador da seleção brasileira.

Durante este longo período, muitos foram os desafios que foram vencidos com muita dedicação, paciência e trabalho, acima de tudo sempre ouvindo a todos, empresários contábeis e seus clientes, como também o profissional da contabilidade, que sempre vinha buscar respostas às suas necessidades ligadas à profissão e ao conselho.

Desta alegria e deferência em representar o nosso conselho certamente surgiu uma combinação, nesta junção onde as partes excederam o todo. Sempre procurei representar com muita dedicação e amor a minha profissão fazendo o melhor para o nosso conselho e nossos representados em nossa região e ao mesmo tempo fui eu quem mais acabou ganhando com isto, fiz muitos amigos desmistificando aquele sentimento que a profissão faz de concorrentes e competidores, reconhecendo a sinergia de somar o conhecimento e a expertise de todos para elevar e fazer reconhecer pela sociedade ainda mais a nossa profissão. Afinal é cada um de nós, 145 mil contabilistas é que forma na maior cidade da américa latina a opinião e faz com que a CONTABILIDADE seja reconhecida como o melhor remédio para o empresário e para a sociedade, para o empresário apura o seu direito ao lucro e para a sociedade garante a prestação de contas da empresa e sua capacidade de continuar existindo e gerando empregos e rendas.

Foi maravilhoso participar deste grande desafio. Já estou com saudades. E saudade é o amor que fica, e tudo e todos no conselho deixaram muitas saudades e muito me ensinaram a ser ainda mais profissional e principalmente gente.

Obrigado CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DE SÃO PAULO.

Imprimir